Social Icons

terça-feira, 28 de janeiro de 2014

Tenho um site novo! E agora...? 5 dicas de marketing para o seu site!


Agora que já atingiu a primeira etapa, construir um website, tem uma ferramenta de trabalho para comunicar com os seus clientes e eles consigo. Hoje em dia não há milagres e nenhum site só por si lhe vai trazer resultados. Apenas com um trabalho exemplar e com conteúdos de qualidade vai atingir os lugares cimeiros nos resultados orgânicos dos motores de busca e sem isso, sejamos realistas, é muito mais difícil ter o retorno desejado. Dependendo dos objetivos do seu novo website, seja institucional, catálogo, portfolio ou comércio eletrónico, há determinados passos que são comuns.

1. Seja visível

A otimização do seu website para os motores de busca (SEO) é a maneira mais eficiente de receber tráfego qualificado no seu website e por conseguinte a tão desejada conversão.
O primeiro exercício que deve fazer é perceber quais são as palavras chave que representam efetivamente o seu negócio e que o distinguem da concorrência. É nisso que deve investir.
A análise da concorrência deve ser tão eficiente como o trabalho que desenvolvemos para nós próprios, se queremos de facto aparecer à sua frente.
Conhecidas as palavras chave mais importantes, devemos ter conteúdos de qualidades orientados para essas palavras chave, que criem valor para o seu website.

2. Seja listado

Sim, ainda vale a pena. Os motores de busca continuam a dar valor, embora menos, aos diretórios de sites. O google, por exemplo, valoriza o DMOZ como fonte de informação, mas devemos procurar, para além dos que estão associados aos principais motores de busca, também outros mais pequenos, mas que estejam relacionados com a nossa área de negócio, ou que sejam muitos utilizados por utilizadores que constituem o nosso "target".

3. Seja encontrado

Deve utilizar ferramentas geo-localização, como o google maps. Se tiver um negócio local isto é obrigatório. Insira imagens da loja, interior e exterior e descreva o seu negócio da melhora maneira possível, respondendo às questões que estas plataformas colocam para classificar e organizar os negócios. Pode até indicar o raio de ação para ajudar nos resultados pesquisas.

4. Seja social

Não forma de evitar. Hoje tudo passa pelas redes sociais (não começa ou acaba nas redes sociais!). O seu website é a ferramenta fundamental e a única sobre a qual tem algum controlo e consegue o rigor pretendido. No entanto as redes sociais, como facebook, estão ao rubro e é muito importante ter uma página (não perfil) nesta rede social. Conforme o tipo de negócio (mais ou menos visual, mais ou menos casual) pode ter que criar conta noutras redes sociais, como o pinterest, flickr, twitter ou muitas outras. O que não pode descartar são os produtos google, como o google+, cada vez mais preponderante e não esquecer o youtube, muitas vezes não visto como uma rede social, mas que o é... e é das maiores.

5. Seja autor

"Content Rules". O conteúdo é que manda! Pois nunca tinha pensado nisso, mas se for pertinente para si e para o seu negócio deve criar conteúdos "de autor" no seu site ou criar um blog, usando o blogger (mais um produto google) ou o wordpress. Se usar o google authorship vais fazer com que os seus artigos, ao serem listados nos resultados orgânicos, tenham uma foto sua o que faz com que a conversão (alguém clicar no seu artigo/site) aumente significativamente. Vai ver que não é assim tão dificil criar o blog, mas os seus conteúdos... bom... aí já é preciso ter outra genica. Não recomendamos que copie artigos, pois não cria valor acrescentado. Boa sorte (que também é preciso) e bom trabalho (muito...).



Se precisar, conte com a nossa ajuda em www.ignicaodigital.pt ou www.fastluza.com.